Brasão

Câmara de Vereadores
de Santo Ângelo

Câmara de Vereadores de Santo Ângelo.

Segunda, 14 de janeiro de 2019

Mesa Diretora da Câmara de Vereadores mobiliza comunidade para manter CRE em Santo Ângelo

Diante da nota emitida pela Secretaria da Educação (SEDUC) do Estado do Rio Grande do Sul, de que deseja otimizar o trabalho das Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Santo Ângelo, preocupada com a situação da 14ª CRE, está organizando uma reunião para debater o assunto com a comunidade local.

O presidente Dionísio Faganello (DEM), o secretário Vinicius Makvitz (MDB) e o assessor jurídico da Casa Legislativa, Marco Antônio Aquino, se reuniram no início da tarde desta segunda-feira, 14, para deliberar sobre o encontro que pretendem realizar às 9 horas da próxima quarta-feira, 16. O intuito é de discutir o tema e debater medidas que colaborem para manter a coordenadoria em atividade na Capital das Missões.

Para o Chefe do Poder Legislativo, é imprescindível que Santo Ângelo e os municípios atendidos pela 14ª CRE fiquem atentos e se unam para que esta não seja uma das coordenadorias extintas. “A Câmara de Vereadores, preocupada com a possível perda, está convidando para uma reunião entidades municipais, instituições de ensino e órgãos ligados à educação, assim como todos os vereadores, com o objetivo de impedir que a 14ª CRE, com sede em Santo Ângelo, seja uma das extintas”, afirmou Faganello.

Os vereadores entendem que a cidade de Santo Ângelo trata-se de um polo regional, é logisticamente viável em virtude de possuir aeroporto com voos diretos à capital do Estado, além de concentrar diversos órgãos estaduais, o que, estrategicamente, é interessante para o Governo do Rio Grande do Sul. Além disso, a Capital das Missões está localizada no centro das outras cidades da região que atualmente possuem coordenadorias de educação: Ijuí, Santa Rosa, São Luiz Gonzaga e São Borja.

Conforme a nota da Seduc, é necessário otimizar a estrutura atual das 29 CREs, de modo que gere resultados sem onerar os cofres públicos. O documento informa que ainda não está definido quantidade de sedes e servidores, e que a reformulação leva em conta benefícios pedagógicos, estruturais e nos recursos humanos.

Após deliberar com entidades, órgãos e instituições da área da Educação, o Poder Legislativo de Santo Ângelo encaminhará um ofício ao responsável pela SEDUC, Faisal Karan, solicitando que a Capital das Missões continue sendo sede de uma das Coordenadorias Regionais de Educação.

 

Confira a nota da Seduc

“Atualmente, a Secretaria da Educação (Seduc) conta com 29 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) e a Divisão Porto Alegre (DPA). O sistema foi criado antes dos anos 2000 para agilizar a comunicação entre a Seduc, com sede em Porto Alegre, e as mais de 2,5 mil escolas da rede estadual. Suas diretrizes e atuação são baseadas em formas de comunicação anteriores a adventos como celular, e-mail e, sobretudo, mídias sociais.

Baseado nisso, a Seduc informa que:

1 - A estrutura atual das CREs precisa ser otimizada para que gere ainda melhores resultados sem onerar os cofres públicos. Os modernos meios digitais de comunicação fazem com que, na Secretaria da Educação, seja possível uma estrutura mais leve e capaz de gerar melhores resultados em tempo mais curto.

2 - O estudo é preliminar. Por isso, a estrutura de Coordenadorias a ser montada não está definida no que diz respeito à quantidade de sedes e de servidores. A reformulação leva em conta benefícios pedagógicos, estruturais e nos recursos humanos.

3 - A reforma no sistema é uma necessidade para uma rede que teve, nos últimos 15 anos, uma redução de cerca de 600 mil alunos na rede pública estadual. Vai ajudar a enxugar a máquina pública e ainda trazer benefícios para toda a comunidade escolar.

4 - Com as demais secretarias estaduais, estamos buscando a viabilidade de concentrarmos em locais únicos os diversos serviços ofertados pelo Estado.

5 - Estão sendo avaliadas formas de gestão otimizada em todas as áreas da Seduc, um compromisso do governo estadual. Transporte de alunos, realocação de servidores e todas as formas de redução de custos, sem perda na qualidade de serviço, serão adotadas.

 

Secretaria da Educação
Governo do Estado do Rio Grande do Sul”

24 de abril de 2019
Documento foi apresentado pelo vereador Everaldo de Oliveira e entregue em mãos ao comandante do 7º RPMon
23 de abril de 2019
A proposta que favorece a causa autista havia sido encaminhada ao Governo Municipal como sugestão pelo vereador Rodrigo Trevisan (PP), em outubro de 2018
23 de abril de 2019
A cerimônia foi realizada por proposição do vereador Valdonei da Luz, em comemoração Dia do Policial Civil e do Policial Militar, celebrado no último domingo, 21